segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cartas para desconhecidos? NÃO, obrigada.

Olá de novo!

Depois de uma grande ausência, aqui estou eu a escrever uma nova mensagem. Desta vez para vos dar a conhecer o que decidi fazer este serão.

Estou a morar nesta casa há cerca de ano e meio e tenho sempre continuado a receber cartas dirigidas a pessoas que não conheço, penso que devem cá ter morado antes.
Uma vez até tive um polícia a bater-me à porta à procura de uma das pessoas cujo nome aparece nas cartas, por causa de qualquer coisa do tribunal. Eu expliquei-lhe que não era eu e identifiquei-me, ele não disse mais nada do que se passava.

Antes de devolver as cartas tenho o cuidado de escrever "Remetente" em cima da minha morada e por cima do nome, na zona branca escrevo "Não mora aqui". Depois disto, deposito as cartas em qualquer marco de correio, conforme me dá jeito. Foi assim que os senhores dos correios me ensinaram a fazer.

O problema é que isso não tem feito diminuir o fluxo de cartas que recebo todos os meses...

Hoje olhei para o monte de cartas que tenho ali para devolver e lembrei-me de tomar uma atitude diferente: escrever aos remetentes a pedir o favor de não me voltarem a enviar cartas. Será que vai resultar? Veremos!

Escrevi e-mails às seguintes instituições:
  • GE Money - servico.clientes@ge.com
  • Santander Consumer Finance - emprestimospessoais@santanderconsumer.pt, clientes@santanderconsumer.pt, cartoesdecredito@santanderconsumer.pt

  • Banif - info@banif.pt
  • Finanças - dsrc@dgci.min-financas.pt
Ainda enviei comunicação, através do formulário no próprio site, às seguintes instituições:
  • Cartão Continente - http://www.cartaocontinente.pt/Forms/TalkToUs/TalkForm.aspx

  • Caixa Geral de Depósitos - https://ws.cgd.pt/Espaco-Cliente/GestaoReclamacoes/Formulario.aspx

Agora é só ficar à espera de respostas ou, pelo menos, que parem de mandar cartas.

Assim que tiver notícias, continuo este tema.

E já agora, já alguma vez vos aconteceu algo assim?

2 comentários:

Rose disse...

Cara prima, eu também tinha esse problema lá no Porto. Não é fácil de resolver, mas desejo-te boa sorte.
Hoje isso também me acontece com mails para desconhecidos mas que me parecem ser dirigidas.
Boa sorte ;)
Beijinhos

Gena disse...

Ponto de situação das cartas:
- o volume de cartas diminuiu um pouco;
- A CGD mandou-me um mail a dizer que não têm nos registos ninguém com aquele nome e morada (estranho, porque mandaram cartas)
- As finanças mandaram-me um mail a dizer que andam a tentar localizar a pessoa, mas continuam a mandar as cartas para minha casa;
- Recebi 1 carta de uma sociedade de advogados, que devolvi tal como de costume;
- também recebi umas cartas sem destinatário nem selo, penso que foram entregues pelo próprio remetente. Essas não pude devolver, claro!

O "fado" das cartas ainda continua... e as que me preocupam mais são as das finanças.